domingo, 18 de maio de 2014

Infelizmente

Estou triste, infelizmente,
E não sei se vai passar;
É ruim estar pungente,
Sem ninguém pra me abraçar.

Muito revolto está o mar
Dentro do meu peito e mente;
Estou triste, infelizmente.
E não sei se vai passar.

Eu sou ímpar no ambiente
Que não é mais salutar,
Porque vivo só entre gente
E deixei de ser um par,
Estou triste, infelizmente.

08/05/2014 3h45

2 comentários:

  1. Adorei como sempre perfeito meu amigo. bjs sdds

    ResponderExcluir
  2. Nota-se... Poeta, pode-se perceber como o eu lírico transparece o estado d'alma do poeta, compungido, tristonho, desiludido... Muito gostoso de ler.

    ResponderExcluir